Archive for the ‘Chico Buarque’ Category

h1

Decidir

maio 29, 2011

“Oh, tenha dó de mim
Pintou uma chance legal
Um lance lá na capital
Nem tem que ter ginasial
Meu amor”

(Bye bye Brasil – Chico Buarque)

Tão acostumada a ter que decidir entre duas coisas ruins se
viu obrigada a ter que decidir entre duas coisas muito boas.

Ir ou ficar?

Subir um degrau ou dar mais um passo a frente?

Permanecer ou voltar?

Família, amor, amigos ou tudo junto?

Teatro, TV ou cinema?

Mais do mesmo ou um mais de novo?

Sabia que aquele era uma decisão difícil, mas sorria pra
vida toda vez que ela ousava em obter uma resposta, porque sabia também que se algo não desse certo, voltar era sempre uma oportunidade de recomeçar melhor!

Anúncios
h1

De todas as maneiras

abril 25, 2010

De todas as maneiras que há de amar
Nós já nos amamos
Com todas as palavras feitas pra sangrar
Já nos cortamos
Agora já passa da hora, tá lindo lá fora
Larga a minha mão, solta as unhas do meu coração
Que ele está apressado
E desanda a bater desvairado
Quando entra o verão

De todas as maneiras que há de amar
Já nos machucamos
Com todas as palavras feitas pra humilhar
Nos afagamos
Agora já passa da hora, tá lindo lá fora
Larga a minha mão, solta as unhas do meu coração
Que ele está apressado
E desanda a bater desvairado

(Chico Buarque de Hollanda)

 

Pela nossa maneira de amar

Sem forma, nem entendimento

Às vezes doída, outras reconstrutora.

Pela nossa maneira de amar

que arranca suspiros de noite em noite

que gera ruídos de dia em dia.

Pela nossa maneira de amar

Insubstituível e teimosa

Que busca em outros corpos a plenitude encontrada em nós.

Pela nossa maneira de amar

Prisioneira e liberal

Fugaz e eterna.

Pela nossa maneira de amar

Que não passa e não passará.