Archive for abril \28\UTC 2009

h1

Sorte

abril 28, 2009
Tudo de bom que você me fizer
Faz minha rima ficar mais rara
O que você faz me ajuda a cantar
Põe um sorriso na minha cara
Meu amor, você me dá sorte
Meu amor, você me dá sorte
Meu amor, você me dá sorte na vida
Quando te vejo não saio do tom
Mas meu desejo já se repara
Me dá um beijo com tudo de bom
E acende a noite na 'Guanabara'
Meu amor, você me dá sorte
Meu amor, você me dá sorte
Meu amor, você me dá sorte de cara.
(Caetano Veloso)
Pra você, que fez do meu final de semana uma ‘Guanabara’ sem fim de tanta felicidade…
Anúncios
h1

A Noite do meu bem

abril 25, 2009

“Hoje eu quero a rosa mais linda que houver
Quero a primeira estrela que vier
Para enfeitar a noite do meu bem

Hoje eu quero a paz de criança dormindo
Quero o abandono de flores se abrindo
Para enfeitar a noite do meu bem

Quero a alegria de um barco voltando
Quero a ternura de mãos se encontrando
Para enfeitar a noite do meu bem

Hoje eu quero o amor, o amor mais profundo
Eu quero toda beleza do mundo
Para enfeitar a noite do meu bem

Mas como este bem demorou a chegar
Eu já nem sei se terei no olhar
Toda ternura que eu quero lhe dar “

Pela noite do meu bem…
h1

Ansiosa

abril 25, 2009

viajar 

Ansiosa em ver-te nem consigo arrumar a mala.
Não consigo pensar se fará frio ou calor. Se devo levar sapatos pretos, beges, coloridos, abertos ou fechados.
Na verdade nem em sapatos pensei.
Assim como náo pensei em colocar xampu, condicionador e sabonetes
Pra ser sincera, desde quando desliguei o telefone contigo não consigo pensar em mais nada, a não ser em te ver.
Já disse que gosto desse teu jeito meigo e carinhoso de me tratar?
Trazes-me de volta a doce recordação dos amores adolescentes e das paixões arrebatadoras, que enfrentam quilômetros de viagem para ter alguns dias ao lado da pessoa amada.
Revigoras-me a vontade de viver ao mesmo tempo em que me tiras do meu mundo, fazendo-me imóvel para tudo aquilo que não diz respeito a ti.
Queria poder ter-te ao meu lado sempre, mas já compreendi que essa é a magia dessa história.
História que começou lá atrás, quando eu ainda nem te percebia, mas que hoje não tarda em ser escrita em verso, prosa e música… Muita música espera por nós!
Tô chegando…
h1

Porque importas-te?

abril 23, 2009

“O que me importa
Seu carinho agora
Se é muito tarde
Para amar você..;

O que me importa
Se você me adora
Se já não há razão
Prá lhe querer…

O que me importa
Ver você sofrer assim
Se quando eu lhe quis
Você nem mesmo soube dar
Amor!…

O que me importa
Ver você chorando
Se tantas vezes
Eu chorei também…

O que me importa
Sua voz chamando
Se prá você jamais
Eu fui alguém…

O que me importa
Essa tristeza em seu olhar
Se o meu olhar tem mais
Tristezas prá chorar
Que o seu!…

O que me importa
Ver você tão triste
Se triste fui
E você nem ligou…

O que me importa
Seu carinho agora
Se para mim
A vida terminou
Terminou!”

 (Marisa Monte – O que importa)

Porque ainda importas-te tanto com o que penso, com o que digo ou com o que sinto?

Não foste tu quem procurou afastar-te?

Porque não me deixas voar para longe do teu ninho?

Porque não me deixas escorrer por entre teus dedos, como finos grãos de areia?

Que armas são essas que me fazem prisioneira de um cárcere invisível criado entre mim e ti?

Há tempos venho procurando a chave ou o segredo que me libertará.

Não ouso dizer que já o encontrei, mas continuo em busca do esconderijo que guarda o mistério de minha liberdade.

h1

Como vai você?

abril 20, 2009
Em homenagem ao aniversário do Rei Roberto Carlos, uma música que eu cantaria hoje pra você…

“Como vai você ?
Eu preciso saber da sua vida
Peça a alguém pra me contar sobre o seu dia
Anoiteceu e eu preciso só saber
Como vai você ?
Que já modificou a minha vida
Razão de minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você

Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz

Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você

Como vai você ?
Que já modificou a minha vida
Razão da minha paz já esquecida
Nem sei se gosto mais de mim ou de você

Vem, que a sede de te amar me faz melhor
Eu quero amanhecer ao seu redor
Preciso tanto me fazer feliz

Vem, que o tempo pode afastar nós dois
Não deixe tanta vida pra depois
Eu só preciso saber
Como vai você”

(Roberto Carlos)

h1

Dois em um

abril 20, 2009

Essa é pra você, que descobri no presente já estando em minha vida desde o passado… Seu ‘sopro’ tem sinto o meu ‘sopro de vida’…

 

“assim que vi você
logo vi que ia dar coisa
coisa feita pra durar
batendo duro no peito
até eu acabar virando
alguma coisa
parecida com você

já nem sei se é você mesmo
ou se sou eu que virei
parte da tua leitura

parecia ter saído
de alguma lembrança antiga
que eu nunca tinha vivido

alguma coisa perdida
que eu nunca tinha tido

alguma voz amiga
esquecida no meu ouvido

agora não tem mais jeito
carrego você no peito
poema na camiseta
com a tua assinatura”

(Dois em um – Alice Ruiz)

h1

Tempo de abandonar

abril 19, 2009

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

 (Fernando Pessoa)

 

Vontade de tomar decisões reais que já foram reveladas no coração…

Porque relutamos tanto em despreender-nos daquilo que já não nos faz mais tão feliz como antigamente?

Hoje roubo o prensamento de ‘Pessoa’ para tentar fazê-los meus…